Informações e notícias sobre Rankings. Os melhores, piores, maiores e menores do Brasil e do mundo você encontra no nosso blog.

27 de julho de 2008

Como viajar de trem pagando pouco!RS...

Olá pessoal, hoje serei breve, neste final de férias não para ficar perdendo muito tempo na frente do PC (principalmente se ele não é seu). Hoje vou contar um pequeno esquema feito pelas pessoas que andam de trem no Japão. com ele, é possível viajar por grandes distâncias e pagar um pequeno preço. Estou escrevendo especialmente para o Riam, o Felipe, o Paulo, a Grasi, o Luigi e para a Deda, ou seja, para todos aqueles que não estenderam como funciona este plano mirabolante.
No Japão as linhas férreas atravessam o país inteiro. É possível viajar de trem do norte até o sul da terra do sol nascente. A maioria das estações possuem catracas eletrônicas, que registram a entrada e saída de muitos passageiros todos os dias. O bilhete (comprado em máquinas) registra a estação no qual o bilhete foi comprado e a estação de destino. Para sair do trem na estação de destino, o passageiro passa por outra catraca que "verifica" se a passagem foi comprada corretamente. No interior dos trens, raramente há algum tipo de verificação ou fiscalização de passagens. Muitas pessoas se aproveitam desse excesso de mecanização no sistema e "burlam" o sistema dos trens, às vezes percorrendo o país inteiro e pagando apenas o preço de uma passagem local. Imagina só, é como você pagasse o preço de uma passagem para o outro lado da sua cidade e você chegasse no outro lado do Brasil.
Uma prática utilizada por muitos é a da "aminésia". O sujeito compra um bilhete para a estação vizinha apenas para passar pela catraca da estação que está embarcando e aí "perde" este ticket. Depois de seguir uma longa viagem, o espertalhão chega na estação de destino e fala para o fiscal da estação: "Kippu nakushita" (perdi o bilhete), e em seguida diz a estação que ele "subiu" (normalmente a estação de trem mais próxima do destino). Ex: para ir de Nagoya a Tokyo, normalmente se gastaria o equivalente a 60 dólares, mas a viagem pode ser feita gastando 2 dólares, se o passageiro comprar uma passagem até a primeira estação depois de Nagoya e quando chegar em Tokyo, dizer que subiu na última antes estação antes desta.
A segunda tática que pode ser utilizada é a "substituição" de bilhetes, ela serve apenas para quem faz viagens de ida e volta no mesmo dia. Seguindo o exemplo anterior, na volta para Nagoya, o espertinho do exemplo anterior pode utilizar o primeiro bilhete que ele comprou no dia para voltar para casa, descendo uma estação antes de casa, desta forma precisando comprar só mais um bilhete de 1 dólar. Resultado final: com a "aminésia" e a "substituição" uma viagem de 120 dólares, uma pessoa gastaria 3 dólares.
Bem, esse é um esquema teoricamente complicado e não é muito honroso de se fazer, por isso não aconselho nenhum dos brasileiros do Japão que me lêem tentar fazer. Só digo que nesse mundo existem pessoas mais rápidas que trem-bala. Yoshi!

BlogBlogs.Com.Br

Ranking de Blogs

4 comentários:

. disse...

kuuru lol

RLX disse...

Bah! lembro dessa! A gurizada DEMOROU pra entender! hehehe

Yoshi disse...

É até melhor que a galera não entenda dessas coisas...
é muita falcatrua!
ahauahau!

Riam disse...

realmente foi dificil de entender na hora hauhauahauh

Related Posts with Thumbnails