Informações e notícias sobre Rankings. Os melhores, piores, maiores e menores do Brasil e do mundo você encontra no nosso blog.

2 de outubro de 2008

A Vida Num Copo D'água


Não é no mínimo interessante a complexidade da mente humana? Que isso fique só entre nós, mas eu acho um tanto curioso as pessoas – inclusive eu  – ficarem procurando, consciente ou inconscientemente, a pessoa perfeita, e logo ao cometerem o primeiro equívoco, bradam em alto e bom som um "ninguém é perfeito". Como se isso fosse a solução pra todos os problemas! Ou quando se preocupam em saber se o copo está meio cheio ou meio vazio, ao invés de se preocuparem em enchê-lo até a borda. Talvez seja essa a diferença entre as pessoas que lêem os livros de auto-ajuda, e as que os escrevem. Em outras palavras: existem aqueles que vieram a este mundo pra atuarem no palco, e outros que nasceram pra aplaudirem na platéia. Em qual desses grupos você está?
 
De fato, a vida é isso: um grande e complexo teatro, dividido em palco e platéia. Culpa Dele, o Diretor lá de cima, que manda a gente aqui pra baixo sem nos dar nenhum papel específico. Sem roteiro, figurino, maquiagem... Nada! E o que é pior: sem ensaio. E como é difícil improvisar! Por isso, a maioria sente-se confortável sentada na poltrona, assistindo a peça se desenrolar. Mas cuidado: o lanterninha é traiçoeiro! Não avisa o momento que você deve se retirar. E quando alguém da platéia é retirado, poucos notam a sua ausência. Talvez apenas os que estavam sentados a seu lado, atrás, e à frente. Já quando alguém do palco sai, há uma catarse coletiva, em que o silêncio da tristeza chega a ser ensurdecedor, e o sentimento de perda é sentido por um looongo tempo. Então, reformulo a pergunta feita ao final do parágrafo anterior: em qual desses grupos você deseja estar?
 
É claro, cada qual possui a sua importância. Afinal, não há palco se não existir platéia – a recíproca é verdadeira –,  e conseqüentemente não há espetáculo. Porém, apenas os que estão no palco possuem a capacidade de tocar e comover as outras pessoas (inclusive os próprios colegas de palco). Apenas eles são capazes de fazer com que os outros chorem... Chorem de tristeza, chorem de alegria... Ou apenas chorem porque chorar às vezes faz bem. Porém, o trabalho é árduo, e a responsabilidade é grande. Por isso, não digo qual dos grupos é o melhor. Só deixo uma dica: são as lágrimas que fazem com que seu copo (lembra-se dele?) se encha cada vez mais. Tire suas próprias conclusões.

10 comentários:

Fer Suguiama disse...

Queria ter copos reservas. E água em reserva também. Tudo reserva, até mesmo dublês de palco, se é que um dia eu consiga chegar a ele... Sou obrigada a concordar com o pensamento do texto e tenho medo do lanterninha.

Texto excelente! Você tem um holofote exclusivo, escrito José Renan Vallim, que mira em você toda vez que você está no palco... Amo você! =*

Igor disse...

hmmm..
realmente mto bom!!!...
pra qm não tinha nada para escrever o texto foi no minimo reflexivo e chocante.
QUIABO[sim a fer me falou!...uAHEUHaueAE]

Vítor disse...

Pocha, cara..... Eu não sei o que dizer. Eu só sei que..... puxa vida! Depois de ler isso eu''só sei de que nada sei''.
O seu texto ficou bem legal. É que... fala sobre algo mais feliz, na próxima, cara. Fala sobre a música.
Num quero nem pensar no meu papel. Acho ele meio inútil. Acho é que, no fundo, no fundo, fazer os outros chorarem dividindo o peso que você carrega não é bem estar no palco... Pelo menos, me sinto um pouco útil ao saber que consigo, ainda assim, fazer os meus amigos darem risadas e serem felizes por mim.
Mas, o seu texto tá ótimo...

Debora disse...

Lindo lindo de verdade
Você tá de parabéns, será um exceleeeeeeeente jornalista! haha
Suas redações são 'parecidíssimas' com as minhas do Zumas. douhaeudhauohed
;**

Nair disse...

Adorei o texto!
Mostrou criatividade, gostei mesmo
Parabéns!

Emmanuel disse...

Texto ficou bem legal mesmo. Atraente e que não nos deixa desviar o foco para outra coisa. Concordo que a vida é um teatro. Ainda mais porque há muitas pessoas encenando, diariamente. Entretanto, as que mais nos comovem nem sempre estão no palco, cheia de luzes e atenção. Muitas delas atuam na rua, vivendo a realidade de uma peça real de fome e desilusão. Elas emocionam verdadeiramente os que prestam atenção. E o mais interessante, não dramatizam. É tudo real.

S disse...

Não acho que em algum momento o texto tenha abordado o tema: "Encenação".
Não vi a questão como se fosse sobre falsidade dos atores ou coisa do tipo. A rua e a fome também está em um palco, apenas com um roteiro diferente, um roteiro mais romântico (nos termos de Jesus Martin Barbeiro).
É óbvio - nem seria necessário ressaltar isso aqui, mas antes que alguém me chame de egocêntrico - que a interpretação é subjetiva. Por este mesmo motivo interpreto desta forma dita acima,não como uma questão de falsidade como deixou parecer o emmanuel, mas como uma questão sobre o papel que cada um assume, sendo até mesmo a platéia atores - como o Zé explicitou quando falou sobre a importância da mesma.
Só achei, talvez por estupidez mesmo, meio contraditório o texto. Isso devido as partes: "existem aqueles que vieram a este mundo pra atuarem no palco, e outros que nasceram pra aplaudirem na platéia." Vejo neste trecho uma ótica de predestinação, que em outro trecho se contradiz: "em qual desses grupos você deseja estar?". Certamente isso foi proposital, creio que a predestinação tenha sido apresentada apenas para ser "contestada" mesmo.

Eu prefiro as poltronas da platéia, não apenas porque acho um local mais confortável, na verdade o anonimato não é tão agradável assim, mas ainda é melhor do que preocupar-se com sua atuação e fechar os olhos para tudo e todos que o cercam com o único objetivo de agradar a platéia. Fazendo isso, o ator deixa de ver muita coisa, de fato ele não vê nada além do seu ego.

thamires disse...

lei da atração: você atrai o que transmite, basta ver a vida de um jeito que te deixe feliz, que seus copos se encherão com abundância! ;)

thami morette disse...

Basta você mudar a forma como vê a vida, que seus copos estarão sempre cheios ;D

Zé Renan disse...

Obrigado a todos que leram o texto! Fico feliz em ver como cada um o interpretou da maneira que achou melhor, ou do jeito que fazia mais sentido... É muito bom essa multi-interpretação! =D

Abraço a todos, e continuem comentando!! xD

Related Posts with Thumbnails