Informações e notícias sobre Rankings. Os melhores, piores, maiores e menores do Brasil e do mundo você encontra no nosso blog.

7 de outubro de 2008

Um cara multimídia: "Olha isso!" no CQC (Nathan Zanferrari)



Tudo que é bom dura pouco, então essa é a terceira e última etapa da minibiografia de Marcelo Tristão Athayde de Souza, o Marcelo Tas.
Depois de algum tempo na TV Cultura e de ter estudado na New York University, Marcelo Tas foi para a ESPN Brasil, onde criou o quadro Professor Planeta, estrelado por ele mesmo, que misturava fatos esportivos e teses científicas absurdas. Também apresentou o talkshow Saca-Rolha, ao lado de Lobão e Mariana Weickert na Play TV.
Nessa época escreveu para os jornais impressos diários Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo. Durante algum tempo, também foi colunista das revistas Trip e Isto É.
Em seguida, ele concebeu o projeto ZAP, o resumo da ópera, narrado e dirigido por ele e que, com a ajuda de Mara Campos, Daniela Thomas, André Cortez, Bráulio Mantovani, André Sader, Caetano Vilela e Marcelo Pelegrini buscava apresentar as óperas de uma maneira leve e divertida para o público comum.
Trabalhou em várias exposições, como a Casa dos monstros, em 1994, uma versão eletronizada da famosa “Sala dos Espelhos”; e no ano 2000, a Zen TV, “a maior exposição sobre a história da televisão brasileira da História, como nove mil metros quadrados”, onde ele mostra os maiores ícones da televisão brasileira de um jeito nunca visto antes: dormindo; e a TV Mundial, que colocava inúmeros canais dentro do mesmo prédio, convidando o visitante a ser seu próprio controle remoto, se deslocando de uma para outra das 34 janelas do pavilhão.
Tas atuou em quatro filmes nacionais: Estrela Nua (1985) dirigido por Kiko Martins e José Antônio Garcia; Veja essa canção (1993), de Cacá Diegues; Capitalismo Selvagem (1993), de André Klotzel, e Villa Lobos, uma vida de paixão (2000), de Zelito Viana.
Atualmente, Marcelo Tas é colunista do jornal impresso diário O Estado de São Paulo e apresenta o Blog do Tas na TV UOL, um do blogs mais visitados do portal do provedor de Internet Universo On-Line (UOL).
Também integra o CQC na Rede Bandeirantes, a versão do programa de jornalismo humorístico espanhol CQC – Caiga Quien Caiga, que aqui ficou como CQC – Custe o Que Custar, onde é o âncora ao lado de jornalista e humorista gaúcho Rafinha Bastos e do humorista paulista Marco Luque, e que conta como repórteres os jornalistas Rafael Cortez, Felipe Andreoli e Warley Santana, o publicitário Danilo Gentilli e o humorista Oscar Filho.
Abaixo vai uma lista de todos os prêmios e festivais em que Tas foi prestigiado nos últimos anos:

- Tucano de Ouro de Melhor Vídeo Experimental por “Varela no Congresso” no FESTRIO – Festival Internacional do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ (1984)
- CINEMA DU REEL, Centre Georges Pompidou, Paris, França (1985)
- Bolsa da Fundação Fulbright, New York University, Nova York, Estados Unidos (1987)
- BRAZIL PROJECTS, P.S.1, Nova York, Estados Unidos (1987)
- Melhor Edição e Melhor Video em Júri Popular por “O MUNDO NO AR” no VIDEOBRASIL – Festival Internacional de Arte Eletrônica, São Paulo, SP (1987)
- Retrospectiva del año (1988/1958) pela Rede Record. 1 enero 1988 (1988)
- “The Kitchen” no International Arts Festival, Nova York, Estados Unidos (1988)
- PRÊMIO CRIANÇA 1990 por “Rá-Tim-Bum” da Fundação ABRINQ pelos Direitos da Criança - (1990)
- PRÊMIO CORAL por “Rá-Tim-Bum” no 12º Festival Internacional del Nuevo Cine Latino Americano de Cuba - (1990)
- MEDALHA DE OURO de Melhor Programa Infantil por “Rá-Tim-Bum” no Festival de New York (1990)
- Apresentação de “Varela na Serra Pelada” na INPUT- International Public Television Screening Conference, Edmonton, Canadá (1990)
- Manifestation Internationale de Video et Television na Montbelliard, França (1990)
- World Wide Video Festival, Den Haag, Holanda (1990)
- Prêmio de Vídeo-instalação por “TV Mundial” no Tucano International Art Festival, Rio de Janeiro, RJ (1990)
- Medalha de Ouro de Melhor Programa Infantil por “Rá-Tim-Bum” no New York Film and TV Festival, Nova York, Estados Unidos (1991)
- PRÊMIO APCA de Melhor Programa Infantil por “Rá-Tim-Bum” (1992)
- Festival Dei Popoli, Florença, Itália (1993)
- PRÊMIO APCA de Melhor Programa Infantil por “Castelo Rá-Tim-Bum” (1994)
- Exibição “50 Anos de TV e +” e Video-instalação “TV Mundial”, Oca, Ibirapuera, São Paulo, SP (1994)
- Medalha de Prata na Categoria Infantis por “Castelo Rá-Tim-Bum”, Festival de New York (1994)
- Video-instalação: “Casa dos Monstros” no VIDEOBRASIL- Festival Internacional de Arte Eletrônica no Sesc-Pompéia / São Paulo, SP (1994)
- Apresentação: “Netos do Amaral” no INPUT- International Public Television Screening Conference, Guadalajara, México (1996)
- Special Award de Melhor Programa Estrangeiropor “Minuto Científico” no VII PRIX LEONARDO da Fundazione Medikinale International, Parma, Itália (1997)
- DIGITALE- Dialetos Digitais no Academy of Media Arts, Colônia, Alemanha (1997)
- Melhor Programa infanto-juvenil por “Minuto Científico” no 1º Encontro Latino Americano de Televisão da RAL, Gramado, RS (1998)
- Prêmio Cidade de Montreal na Categoria Produção Infantil por “Minuto Científico” no Festival Telescience, Montreal, Canadá (1998)
- Bolsa de Arte Vitae na Categoria: Cinema e Vídeo, São Paulo, SP (1998)
- Certificado por inovação no uso das novas tecnologias por “Vitrine” no IDP - Prêmio do Ministério de Artes e Tecnologia, Sidney, Austrália (2000)
- TRANSMEDIALE- International Media Art Festival, Berlin, Alemanha (2000)
- CARLTON ARTS- Festival Internacional, Curadoria, São Paulo, SP (2001)
- Vídeo “Um dia na Alemanha com Waly” no VIDEOBRASIL – Festival Internacional de Arte Eletrônica, Sesc Pompéia, São Paulo, SP (2003)
- Prêmio “Casperito” de Personalidade do Ano 2002 na Categoria Televisão da Faculdade de Comunicação Cásper Líbero, São Paulo, SP (2003)
- Prêmio "Comunique-se" na Categoria Blog por "Blog do Tas", São Paulo, SP (2008)

Então... tchau!


Veja mais:Um cara multimídia: "Porque sim não é resposta!" (...
Um cara multimídia: "Deputado Paulo Maluf, é verda...
Bill Hanna e Joe Barbera- 50 anos de criatividade ...

Um comentário:

Guilherme Freitas disse...

Tas é sem dúvida nenhuma um dos maiores jornalistas que o Brasil já viu.

Related Posts with Thumbnails