Informações e notícias sobre Rankings. Os melhores, piores, maiores e menores do Brasil e do mundo você encontra no nosso blog.

27 de dezembro de 2008

Diferenças entre Brasil e Japão: Festas de fim de ano

A última semana do ano é especial. Diversas comemorações movimentam esta última semana e as principais são o natal e a entrada do ano novo. É o momento em que a maioria das pessoas reflete sobre tudo que aconteceu nas outras 51 semanas que se passaram e pensam se o ano foi positivo ou não.
Em mais uma de viagens mentais enquanto caminhava na beira da praia em dia nublado, comecei a recapitular como havia sido minhas últimas festas de fim de ano. Assustei-me quando cheguei à conclusão que de 2003 a 2007, todos os meus finais de ano foram passados na terra do sol nascente. E como as coisas são diferentes lá. O primeiro fator que difere os locais é climático. Enquanto no Brasil os Papais Noéis quase derretem com aquela roupa vermelha e de toca felpuda devido ao calor intenso (porque não os deixam de bermuda e Havaianas?), no Japão seria mais prudente eles até colocarem mais um cachecol. A neve dá um clima de Natal (estereotipado claro), mas tira a coragem da maioria das pessoas de saírem na rua para comemorar.
O segundo fator que diferencia Brasil e Japão é religioso. Sendo o Japão um país predominantemente budista, o nascimento de Jesus não é considerado feriado nacional. O mais irônico é que o dia 23 de Dezembro é feriado no Japão Nessa data é comemorada o nascimento do Imperador do Japão. Nesse ano Akihito comemora 75 anos. God Save the Emperor.
O terceiro fator é profissional. Muitas pessoas trabalham normalmente no Natal. No primeiro ano em que eu estava no Japão, passei a meia noite de Natal trabalhando. Achei muito estranho, quase inimaginável, mas com o passar dos anos até me surpreendi quando acabei passando um dia de natal em casa (PS: por causa de uma nevasca). E se você acha que a última semana do ano seve para balanços e análises, está enganado. Financeiramente o ano japonês começa apenas em Abril.
O que é parecido nos dois lugares é o clima consumista. A diferença é que no Japão os preços dos presentes costumam baixar no final de ano, enquanto no Brasil a “inflação Natal” atua sobre quase todos os setores da sociedade. No Japão as pessoas também têm férias de fim de ano, mas são de apenas 10 dias.E no Brasil, como funciona o fim de ano? Se você não lembra ou não percebe como é, vou lhe fazer um resumo agora. Superstições e rituais (alguns estranhos) fazem as pessoas seguirem uma tradição que incluem presentes, pernil de porco, peixe, champagne, panetone, vinte pulos com o pé direito, lentilhas na carteira, entre outros.
No final de ano estamos no verão: “o amor está no ar”, as pessoas vão para a praia passar o ano novo, beber, se jogar no mar e bater seus carros em postes. Tem especial do Robertão e da Xuxa. Todo mundo promete que vai ser uma pessoa melhor no outro ano, mas esquece da promessa lá pelo dia 4 de Janeiro às 15:30 da tarde.
Em suma, no Japão se comemora pouco e no Brasil demais. Na terra do sol-nascente nem se pára no Natal, já aqui as coisas só começam depois do Carnaval. O que é melhor? Não sei. Mas desejo a todos no Brasil e no Japão um ótimo final de ano e já que eu estou de férias aqui, me acordem lá por final de Fevereiro. YOSHI!

4 comentários:

J. Neto disse...

Passando para desejar um feliz ano novo com tudo de bom para você e família! ;-)

^^taci disse...

HAPPY 2009 \o//

Q este ano seja repleto de conquistas =D~~

. . . Sobre o natal no JP:.

Entretanto, não existe Dia de Natal. Se o dia 25 cai num dia de semana, então Ho Ho, Ho Ho, pro trabalho eu vou!!! :/

Beth Cruz disse...

Sensacional!
Adorei saber um pouco mais sobre os hábitos dos japoneses. Um povo que eu admiro muito, tanto pelo lado da superação, quanto pela determinação e seriedade. No Brasil as coisas funcionam mais na base do samba, praia e futebol. Tudo é motivo de festa e feriado, rsrssss
Feliz 2009, sucesso e paz.
Bjo

Willis Oliveira disse...

Interessante o Post Yoshi.

"No Japão as pessoas também têm férias de fim de ano, mas são de apenas 10 dias."

Pois no Brasil é a mesma coisa, somente os estudantes ficam mais tempo em casa. Onde viu isso?

E referente ao que a Beth Cruz disse, samba, praia e futebol... a maioria gosta, mas não é isso que o brasileiro faz todo dia, sem trabalho não há o que comer...mas claro, se for por uma visão geral, os japoneses me parecem mais trabalhadores no sentido de satisfação o brasileiro no sentido de obrigação.

Abraço e sucesso

Related Posts with Thumbnails